Arquivo

Archive for agosto \23\UTC 2012

Conhecendo o comando Whoami

Aplica-se: Windows Server 2000, Windows Server 2003, Windows Server 2003 R2, Windows Server 2008, Windows Server 2008 R2, Windows Vista, Windows XP e Windows 7

Quem já passou com problema de permissão do usuário e queria rapidamente verificar as permissões dos usuários no domínio. Vamos dizer que você está em uma estação de trabalho do usuário e tem acesso limitado ou nenhum ferramentas de administração remota. Vamos apresentar uma ferramenta  por linha de comando (whoami), rápida e fácil que exibe informações de usuário, grupo e local onde o usuário faz parte, exemplo unidade organizacional e SID.

No exemplo abaixo mostramos informações do domínio/usuário e SID.

Whoami /All

image

No segundo exemplo demonstramos o caminho do objeto dentro do Active Direcoty.

Whoami / fqdn

image

Fonte: http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc771299(v=ws.10).aspx

Com este tutorial demostramos como utilizar o comando Whoami
 
Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.
 
Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass

Anúncios

Descobrindo as versões do Exchange Server

Aplica-se: Microsoft Exchange Server 2007 / Microsoft Exchange Server 2010

Hoje iremos demonstrar como descobrir qual versão instalada em seu servidor Exchange 2007 / 2010 e descobrir versões de service pack e update Rollup.

Iremos utilizar através do Shell do Exchange: Exchange Management Shell

O comando utilizado será: Get-ExchangeServer | fl edition,admindisplayversion

image

Esta versão Standard Edition é a mais comum em pequenas e medias empresas, e suporta alta disponibilidade e geralmente no máximo 2 servidores, o motive principal é que a versão Standard pode suportar no máximo 5 (cinco) databases por servidor.

Uma dúvida muito comum que os Administradores tem é em relação a chave do produto, e algumas destas dúvidas podem ser sanadas nos tópicos abaixo:

1. Uma mesma chave de produto pode ser usada em diferentes servidores da mesma edição, e a troca da chave para a mesma versão é totalmente plausível, não é necessário reinstalação e nada do genero, somente trocar a chave.
2. As chaves de produto podem ser utilizadas para upgrades, tem uma versão Standard e quer virar Enterprise, é só colocar a chave da Enterprise. No entanto não podemos fazer downgrades (tem um Enterprise e quer voltar a ser Standard).
3. Depois de registrar uma nova chave de produto o Microsoft Information Store tem que ser reiniciado para atualizar a versão do produto.
4. Quando a versão Trial expira não há perda de funcionalidades, ou seja, se é um laboratório você pode continuar utilizando.

Com este tutorial demostramos como verificar a versão instaçada o Exchange Server.

Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.

Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass

Os diferentes tipos de licenças : Microsoft

De acordo com a necessidade de seus clientes, a Microsoft oferece diferentes possibilidades de adquirir seu software. No entanto, nem todos os tipos de aquisição de licenças são necessariamente adequados a todas as formas de organização. Eis a razão pela qual a Microsoft fornece diferentes tipos de licença para atender as mais diversas necessidades.

Licenciamento de Caixa (Full Packaged Product - FPP)

Licenciamento de Caixa (Full Packaged Product – FPP)

Essas licenças trazem em uma única caixa (daí seu nome) a licença, os direitos de uso / instalação e documentação. A instalação deste software é permitida em um único computador. Licenças na caixa são adequadas para microempresas, com um a três computadores e estão disponíveis em vários distribuidores especializados, lojas on-line ou varejo.

Logiciel préinstallé sur un ordinateur (OEM – Original Equipment Manufacturer)

Software pré-instalado em um computador (OEM – original Equipment Manufacturer)

Com este modo de aquisição, você tem software ou produtos da Microsoft pré-instalados quando você compra um computador ou um servidor. Assim, o hardware é fornecido com uma ou mais licenças individuais. Atenção: esta licença está ligada à máquina e não pode ser reinstalada em outra máquina. É necessário comprar outra licença quando o computador ou o servidor é substituído.

Licenciamento por volume

Licenciamento por volume

Para empresas que requerem o uso de cinco ou mais softwares, a Microsoft oferece contratos de licenciamento chamados licenciamento por volume. Nossos programas de licença de volume são feitos para corresponder exatamente às necessidades, bem como todos os tipos de organizações. Através de programas de licenciamento por volume da Microsoft, as empresas – da pequena empresa a multinacionais – podem obter licenças para seu software Microsoft de forma simples e econômica. Os programas de licenciamento por volume da Microsoft oferecem vantagens de custo, para facilitar o gerenciamento de softwares e têm o direito de utilização mais flexível do que outros modos de aquisição. Este tipo de programa também oferece a opção de comprar ou alugar suas licenças.

Fonte: http://technet.microsoft.com/pt-br/ee872872

Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.

Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass