Inicial > Windows Server System > O que é e como calcular IOPS

O que é e como calcular IOPS

Uma palavra que apareceu nos últimos anos nos projetos de TI foi IOPS, e embora alguns fornecedores já comecem a medir a mesma e considerar nos projetos, nem sempre são entendidas e calculadas corretamente.

IOPS é uma abreviação para Input/Output per Second, ou operações de entrada e saída por segundo, aplicada sobre dispositivos de armazenamento, como drives de discos, drives SSD e Storages.

Sua importância para os projetos de TI é que ele indica quantas operações de leitura e escrita o dispositivo é capaz de realizar por segundo e essa quantidade impacta diretamente na performance.

Novos HDDs tem sido vendidos com cada vez mais capacidade de armazenamento e podem dar a sensação de que precisamos de menos HDs para compor a solução, mas um determinado ambiente precisa de uma determinada performance e só é possível alcançar a performance adicionando a quantidade adequada de discos.

A solução do mercado para performance Mais memória nos servidores, mais cache nos HDs não resolvem a limitação física dos drives de disco (HDD ou Hard Disk Drives), por isso muitos fabricantes tem incluído SSD (Solid State Drives) nas soluções, para atingir a performance necessária pelas aplicações. Para comparação, esses são os números de IOPS médios dos HDs de mercado:

Pode-se observar que os discos mecânicos, por mais rápidos que sejam, não chegam nem perto dos drives SSD em quantidade de IOPS.

Mas os drives SSD também são bem mais caros por GB, então, uma solução ideal deve incluir discos SSD e HDD para balancear entre custo de aquisição, espaço disponível e performance

A solução ideal também deve incluir software inteligente o suficiente para mover os dados mais acessados para os discos mais rápidos e os dados menos acessados para os discos de maior capacidade.

Quantos IOPS preciso no meu projeto?

Essa é a pergunta chave. O ideal é que o fornecedor do sistema informe quantos IOPS são necessários por usuário conectado no sistema, daí você pode fazer a projeção de crescimento e calcular os IOPS necessários no ambiente.

Mas, o mesmo sistema, rodando em empresas similares, pode ter comportamentos diferentes por pequenas alterações, e, na prática, poucos fornecedores de sistemas estão prontos para medir e recomendar essa informação.

Então, a melhor forma é medir a quantidade de IOPS utilizado no ambiente atual e fazer o projeto baseado nessa análise.

É possível utilizar ferramentas do próprio sistema operacional, no Windows basta usar o Performance Monitor, e no Linux usando um utilitário como o iotop.

Depois de saber quantos IOPS são necessários, basta fazer o cálculo de quantos discos são necessários usando essa ferramentas.

IOPS Per Disk Type
http://en.wikipedia.org/wiki/IOPS
IOPS Formula
http://www.yellow-bricks.com/2009/12/23/iops/
RAID Types
http://en.wikipedia.org/wiki/RAID

Outra alternativa para medir o seu ambiente é usar o utilitário DPACK da Dell. Embora o aplicativo seja grátis para uso, é necessário envolver um parceiro Dell para processar os resultados e gerar os gráficos.

Fonte: https://www.bluesolutions.com.br

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: