Colaboração de email no Office 365

O Office 365 estimula a colaboração através de grupos, listas de distribuição, também chamadas de grupos de distribuição, caixas de correio de site, caixas de correio compartilhadas e pastas públicas. Cada uma destas opções tem uma finalidade, experiência do usuário e conjunto de recursos diferentes. Sua utilização dependerá da necessidade dos usuários e de quais ferramentas sua organização oferece.

Resumo das opções de colaboração

Essa tabela explica as diversas opções de colaboração disponíveis com o Office 365.

Ferramenta de colaboração Descrição
Grupo Um espaço de trabalho compartilhado que funciona em todos os aplicativos no Office 365. Inclui uma caixa de entrada compartilhada, calendário e OneDrive para o site de negócios para armazenar arquivos. Os usuários podem criar, localizar e ingressar em grupos diretamente do seu email ou calendário. Usuários novos e existentes com uma assinatura do Office 365 ou Exchange Online podem usar os grupos.
Caixa de correio compartilhada Uma caixa de correio para que os usuários selecionados possam ler e enviar emails, e compartilhar um calendário comum. As caixas de correio compartilhadas também podem servir como um endereço de email genérico (como info@contoso.com ou vendas@contoso.com), que os clientes podem usar para obter informações sobre a sua empresa. Quando a permissão Enviar como for habilitada na caixa de correio compartilhada, os emails enviados a partir da caixa de correio vão usar o endereço genérico (por exemplo, vendas@contoso.com).
Lista de distribuição ou grupo de distribuição É usada para enviar mensagens de email para duas ou mais pessoas ao mesmo tempo. Os grupos de distribuição também são conhecidos como grupos de distribuição habilitados para email. Uma variante do grupo de distribuição, chamado de grupo dinâmico de distribuição, é um objeto de grupo do Active Directory habilitado para email usado para enviar emails a um grupo grande e desenvolvido de destinatários. Você pode especificar filtros e condições para determinar os destinatários exatos, como todos os membros de uma localidade em especial ou todos os funcionários em tempo integral.
Caixa de correio do site Inclui a associação ao site do SharePoint Online (proprietários e membros), armazenamento compartilhado através de uma caixa de correio do Exchange para emails e um site do SharePoint Online para armazenar e compartilhar documentos. Uma caixa de correio de site inclui emails do Exchange e documentos do SharePoint juntos. Uma caixa de correio local serve como um arquivo central para o projeto, proporcionando um local para arquivar emails e documentos, os quais podem ser acessados e editados somente por membros do site. Além disso, as caixas de correio de site têm um ciclo de vida específico e são otimizadas para uso dos projetos com datas definidas de início e fim.
Pasta pública As pastas públicas, projetadas para permitir o acesso compartilhado, proporcionam uma maneira fácil e eficaz de coletar, organizar e compartilhar informações com outras pessoas em sua organização. As pastas públicas organizam conteúdo em uma hierarquia profunda de fácil navegação e estão sempre visíveis no modo de exibição de pasta do Outlook. Uma pasta pública poderá ser habilitada para email e adicionada como um membro do grupo de distribuição. Os emails enviados para o grupo de distribuição são automaticamente adicionados à pasta pública para arquivamento ou para consultas posteriores. As pastas públicas também proporcionam o compartilhamento de documentos simples, caso você não possua uma assinatura do SharePoint Online.

Quais ferramentas de colaboração devem-se usar?

A tabela a seguir fornece uma rápida perspectiva dos vários tipos de grupos e explica quando e como usá-los com os diversos recursos de colaboração do Office 365.

 

Grupos Listas de distribuição Caixas de correio de site Caixas de correio compartilhadas Pastas públicas
Quem utiliza? Os usuários que desejam um espaço de trabalho de colaboração para suas mensagens, arquivos e calendário de grupo, integrados aos serviços do Office 365, os quais já utilizam (Outlook Web App, OneDrive for Business) Os usuários que precisam enviar emails a um grupo de destinatários, com interesses ou características em comum. Os usuários que trabalham em conjunto em um projeto específico, com datas definidas de início e fim. Os documentos do projeto são armazenados em um site do SharePoint Online e os membros da equipe podem enviar e receber emails relacionados ao projeto, através da caixa de correio do site. As caixas de correio compartilhadas são uma ótima maneira de lidar com questões por email de cliente, porque várias pessoas em sua organização podem compartilhar a responsabilidade de monitorar a caixa de correio e responder consultas. Suas questões de cliente obtém respostas mais rápidas e todos os emails relacionados são armazenados em uma caixa de correio.

Os delegados que trabalham em nome de uma identidade virtual, como suporte@contoso.com. Os delegados podem responder aos emails como a identidade compartilhada da caixa de correio.

Com as permissões adequadas, todos podem acessar e pesquisar as pastas públicas em sua organização. Elas são ideais para o arquivamento de emails ou para o compartilhamento de documentos.
Tamanho ideal do grupo Qualquer tamanho Grande Pequeno Pequeno Grande
Acesso Usuários do Exchange Online e Office 365 Para grupos de distribuição, membros devem ser adicionados manualmente. Para grupos de distribuição dinâmicos, membros são adicionados com base em critérios de filtragem. Proprietários e membros de caixas de correio de site Os usuários podem ter permissões de Acesso Total e/ou de Enviar como. Os usuários também poderão adicionar a caixa de correio compartilhada ao seu perfil do Outlook para acessar a caixa de correio compartilhada, caso tenham permissões de Acesso Total. São acessíveis a qualquer pessoa em sua organização
Calendário compartilhado Sim Não Não Sim Sim
Os emails chegam na caixa de entrada pessoal dos usuários? Não. Os usuários podem se inscrever em um grupo e encaminhar todas as mensagens do grupo para sua caixa de entrada Sim. Os emails chegam na caixa de entrada de todos os membros do grupo de distribuição. Não. Os emails chegam na caixa de correio do site. Não. Os emails chegam na caixa de entrada da caixa de correio compartilhada. Não. Os emails chegam na pasta pública.
Clientes com suporte
  • Outlook 2016
  • Outlook 2013 (avançar após assinar)
  • Outlook Web App
  • Outlook 2010 (avançar após assinar)
  • Outlook 2007 (avançar após assinar)
  • Outlook 2016
  • Outlook 2013
  • Outlook Web App
  • Outlook 2010
  • Outlook 2007
  • Outlook 2013
  • SharePoint

Power Shell – Script para enviar e-mail

Prezados,

Segue o script em Power Shell para enviar e-mail autenticado:

Obs.Basta salvar com extensão “*.ps1”

$SMTPServer = “smtp.xxx.com.br”
$SMTPPort = “587”
$Username = “alerta@xxx.com.br”
$Password = “sua-senha”

$to = “alerta@xxx.com.br”
$cc = “suporte@xxxxx.com.br”
$subject = “Teste Felipe”
$body = “Teste de Backup”
$attachment = “c:\Temp\texto.txt”

$message = New-Object System.Net.Mail.MailMessage
$message.subject = $subject
$message.body = $body
$message.to.add($to)
$message.cc.add($cc)
$message.from = $username
$message.attachments.add($attachment)

$smtp = New-Object System.Net.Mail.SmtpClient($SMTPServer, $SMTPPort);
$smtp.Credentials = New-Object System.Net.NetworkCredential($Username, $Password);
$smtp.send($message)
write-host “Mail Sent”

Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass

 

 

Script para descobrir Hostname e Memória

Segue script bem fácil, para descobrir o hostname e quantidade de memória ram instalado, esse script pode ser util quando administradores, possuem Windows Server Core, e precisam de informações de hostname e memoria.

Basta copiar o conteúdo abaixo no bloco de notas com a extensão em VBS.

‘ Memory.vbs
‘ Sample VBScript to discover how much RAM in computer
‘ Author : Felipe Gabriel – https://felipegbass.wordpress.com
‘ Version 1.0 – Abril 2016
‘ ——————————————————-‘
Option Explicit
Dim objWMIService, objComputer, colComputer
Dim strLogonUser, strComputer

strComputer = “.”

Set objWMIService = GetObject(“winmgmts:” _
& “{impersonationLevel=impersonate}!\\” _
& strComputer & “\root\cimv2”)
Set colComputer = objWMIService.ExecQuery _
(“Select * from Win32_ComputerSystem”)

For Each objComputer in colComputer
Wscript.Echo “Hostname: ” & objComputer.Name _
& vbCr & “Total RAM ” & objComputer.TotalPhysicalMemory
Next

WScript.Quit

‘ End of free example of Memory WMI / VBScript

Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass

 

 

 

 

 

 

Mail Protection Reports for Office 365 – Português (Brasil)

Exchange Online: Exchange Online Protection

 

Se você for administrador do Exchange Online ou Proteção do Exchange Online (EOP), há uma boa chance de você querer monitorar quanto spam e malware está sendo detectado, ou com que frequência suas regras de transporte precisam ser correspondidas. Com os relatórios de proteção de email interativos no Centro de administração do Office 365, você pode obter rapidamente um relatório visual de dados resumidos, e obter detalhes sobre mensagens individuais de até 90 dias.

Primeiramente devemos baixar  o add-on, para baixar clique aqui, ao clicar no link você será direcionado para página de download da Microsoft.

Fonte: https://technet.microsoft.com/pt-br/library/dn500744(v=exchg.150).aspx

Felipe Gabriel
MCP + MCDST + MCSA + MCTS
Microsoft Community Contributor Award
Blog: Felipegbass.wordpress.com
Twitter: @felipegbass

 

 

Utilizando o Powershell para Active Diretory

Aplica-se: Windows Server 2012 e Windows Server 2012 R2

Windows PowerShell ™ é uma linha de comandos shell e linguagem de script baseada em tarefas projetado especialmente para a administração do sistema. Este tópico de referência para o profissional de tecnologia da informação (IT) apresenta até 76 cmdlets do Windows PowerShell que você pode usar para gerenciar e administrar o serviço de diretório Active Directory e Serviços de Domínio Active Directory (AD DS).

Neste tutorial iremos demonstrar como visualizar os objetos de Usuários, Grupos e Computadores.

Usuário: Suporte

Grupo: TI

Computador: Comercial2

Primeiramente vamos abrir o Power shell, neste exemplo vou utilizar o Windows PowerShell ISE e carregar o modulo de Active Diretory (Import-Module ActiveDirectory).

image

Com o modulo carregador iremos iniciar a consultar informações de usuário, em nosso exemplo este usuário chama-se (Suporte).

Get-AdUser suporte | fl

Podemos obter algumas informações SID, o local unidade organizacional entre outras informações.

image

Agora iremos realizar o mesmo comando para para um Grupos.

Get-AdGroup TI | fl

image

E por ultimo iremos consultar informações de um objeto do active diretory computador.

Get-adcomputer comercial1 | fl

image 

Para maiores informações do assunto:

Active Directory Cmdlets in Windows PowerShell
http://technet.microsoft.com/pt-br/library/ee617195.aspx

    Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.

    Felipe Gabriel
    MCP + MCDST + MCSA + MCTS
    Microsoft Community Contributor Award
    Blog: Felipegbass.wordpress.com
    Twitter: @felipegbass

Windows Intune Software Publisher

agosto, 2014 1 comentário

Aplica-se: Windows XP, Windows Vista, Windows 7, Windows 8.1

O Windows Intune reúne os serviços de nuvem Microsoft® para gerenciamento de computadores e proteção antimalware e acesso remoto, o serviço de nuvem Windows Intune ajuda você a gerenciar e proteger computadores centralmente através de um console simples baseado na Web — quer sua equipe de TI e usuários finais estejam no escritório central, em um escritório remoto ou na estrada. O Windows Intune ajuda você a proteger, atualizar, monitorar, configurar, inventariar e solucionar problemas dos computadores de seu ambiente.

Contudo vamos falar sobre o Windows Intune Software Publisher, recursos parta instalação de software.

O Windows Intune Software Publisher inicia quando você adiciona ou modifica um software do Console do administrador do Windows Intune. No Windows Intune Software Publisher, selecione um tipo de instalação de software que irá carregar o software (programas para computadores ou aplicativos para dispositivos móveis) para ser armazenado na nuvem do Windows Intune, ou fazer o vínculo com uma loja online ou aplicativo da Web. Ao iniciar o Windows Intune Software Publisher pela primeira vez, um pequeno atraso ocorrerá durante a instalação do aplicativo.

Neste tutorial iremos como demonstrar como criar um pacote de instalação do Aplicativo em nosso exemplo será o Logmien, utilizando o arquivo MSI de instalação.

Clicando em (Adicionar Software).

image

Iremos escolher o método de instalação e adicionar o arquivo MSI em nosso exemplo será o Logmein, programa utilizado para assistência remota.

image

Agora podemos descrever o software que estamos criando, neste exemplo colaremos o nome.

image

Especifique os requisitos dos sistema instalados neste software, podemos escolher qual arquitetura podemos instalar X86 e X64 ou Sistema Operacional, exemplo Windows Vista, Windows 7 e Windows 8.

image

Neste passo e exibindo o resumos das ações que escolhemos anteriormente.

image

Clicamos em carregar o pacote de software que acabamos de criar, neste momento o arquivo MSI será enviado para o portal do Windows intune onde esta disponível para instalação.

image

Com o painel do Windows Intune podemos ver que pacote de instalação que criamos esta disponível.

image

    Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.

    Felipe Gabriel
    MCP + MCDST + MCSA + MCTS
    Microsoft Community Contributor Award
    Blog: Felipegbass.wordpress.com
    Twitter: @felipegbass

Bitlocker sem (TPM) Trusted Platform Module

Aplica-se: Windows 8, Windows Server 2012

Neste tutorial iremos demonstrar como utilizar o BitLocker sem o TPM o conceito relacionado com a criptografia Bilocker é do TPM um microchip instalado em seu computador para armazenar informações usadas pela criptografia bitlocker, no entanto não iremos este recurso.

Vamos habilitar o Bitlocker, através do Windows Explorer > Ligar Bitlocker.

image

Contudo vamos receber a mensagem que não podemos habilitar este recurso, devido a falta do (TPM) Trusted Platform Module.

image

Erro: Um compatível Trusted Platform Module dispositivo de segurança (TPM) deve estar presente neste computador, mas uma TPM não foi encontrado. Por favor, contate o administrador do sistema para habilitar o BitLocker.

No entanto vamos alterar em uma police, habilitando o uso do Bitlocker sem a utilização do TPM.

Utilizando o Editor de Diretiva de Grupo Local. (Executar > gpedit.msc ou digite "gpedit.msc" em Pesquisar programas e arquivos (Menu Iniciar).

image

Editando a politica “Exigir autenticação adicional na inicialização”, iremos habitar.

image

Pronto com esta opção habilitada podemos abrir novamente o Windows Explore e habilitar o Bitlocker e  criptografar nosso disco

image

Neste momento vamos digitar um senha:

image

Iremos imprimir nova chave de segurança vamos avanças

image

Podemos escolher que parte da unidade será criptografada, recomendo para melhor performance Criptografar apenas em disco usada.

image

Pronto finalizamos de habitar a criptografia de disco através do Bitlocker.

image

O processo será finalizado e o Windows será reiniciado, após a inicialização o Windows iniciara a criptografia.

Neste tutorial demostramos como utilizar o Bitlocker sema  utilização do TPM.

    Obrigado pela leitura e até a próxima publicação.

    Felipe Gabriel
    MCP + MCDST + MCSA + MCTS
    Microsoft Community Contributor Award
    Blog: Felipegbass.wordpress.com
    Twitter: @felipegbass